Novas Regras PIS 2020: Mudanças no Governo Bolsonaro!

by

Com um grande número de beneficiários, conhecer as novas regras PIS 2020  é muito importante. É pelo fato de termos um novo Governo que muitas mudanças podem acontecer. Sendo assim, acompanha as novas regras PIS 2020 é essencial para ficar por dentro do assunto.

Novas Regras PIS 2020

Novas Regras PIS 2020

E é sabendo que existe um grande número de beneficiário que ainda possuem dúvidas sobre esse assunto, que resolvemos ajudar. Aqui reunimos os principais detalhes sobre essas mudanças e o que pode ser esperado. Basta continuar lendo para saber mais sobre as novas regras PIS 2020.

Sobre o PIS 2020

Entre os benefícios que os trabalhadores possuem, o PIS e o PASEP podem se um dos mais conhecidos entre os brasileiros. Por ser destinado aos trabalhadores do setor privado, o benefício que lhes é redirecionado é o PIS, Programa de Integração Social.

Esse valor é um auxílio extra que o Governo junto com a Caixa Econômica libera aos trabalhadores que seguem suas regras. E por ser um benefício super importante, algumas mudança podem acontecer para que suas distribuições seja feita de forma mais adequada.


Como funciona as novas regras PIS 2020

Entender como funciona o PIS pode ser mais simples do que você imagina. Esse benefício é destinado a todos os trabalhadores do setor privado, só que para que ele seja liberado para você, é preciso ter mais detalhes.

Isso porque os beneficiários precisam trabalhar em empresas que realizam sua contribuição com o programa, fazendo com que seja liberado o direito de seus contratados. E estando eles de acordo com suas regras, o benefício é liberado de sua conta.


Quem tem direito ao PIS 2020

Entendendo como funciona esse benefício, você deve saber quem tem direito ao PIS. Como são regras que podemos e alteradas de um Governo para outro, confira as que estão em vigor:

  • É preciso trabalhar em uma empresa que realize contribuições ao PIS;
  • Precisa comprovar ter trabalhado ao menos 30 dias no ano base do pagamento;
  • Deve ter informações sobre a RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), fornecida pela empresa, que comprove a sua participação;
  • Ser inscrito em no mínimo 5 anos no PIS;
  • Deve ter ganho em média no máximo 2 salários mínimos ao ano.

Se por acaso você tiver meses em que o seu salário pode ser diferente, tire a média dos meses em que você trabalhou. Se o resultado estiver abaixo de 2 salários, você tem direito ao benefício.


Quem não tem direito ao PIS

Mesmo com as explicações acima, ainda possui tem trabalhadores que possuem dúvidas sobre essa liberação. No caso dos trabalhadores que são não possuem vínculo com empresas privadas, mas públicas, recebem o PASEP (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público).

E no caso de trabalhadores domésticos ou rurais sem vínculo empregatício com empresas que não realizam essa contribuições, são quem não tem direitos ao PIS. Isso se dá ao fato de seu empregador não ter contribuições a serem feitas ao programa.


Abono salarial

Esse benefício é o que se chama o abono salarial 2020. De acordo com as regras que estão em vigor, ele pode ser recebido de acordo com o período em que o trabalhador pode comprovar no ano base em que receberá.

E para saber quanto poderá esta recebendo, deverá conferir os meses em que esteve trabalhando e qual a média desse valor, como falamos antes. Assim, o benefício estará sendo concebido de acordo com as novas regras PIS 2020. Confira mais detalhes clicando aqui!

Abono salarial


Novas regras PIS 2020

De acordo com a regras questão em vigor, os trabalhadores que possuem o direito desse benefício deverão saber qual percentual lhes será destinado. Antes, qualquer trabalhador que pudesse comprovar no mínimo 30 dias de trabalho consecutivo, restaria recebendo esse valor de forma integral.

Com as novas regras PIS 2020, alguns cálculos são necessárias a serem feitos. Como o valor total equivale a 12 meses trabalhados, se por exemplo, o trabalhador comprovar 6 meses, estará recebendo a metade do valor, que está em R$ 998 (salário mínimo atual).

Como o banco responsável pela distribuição do PIS é a Caixa, ela sempre disponibiliza uma tabela com os percentuais de forma bem detalhada. Então, confira abaixo o valor do PIS:

Proporção (meses trabalhados) Índice SIPIS Valor do Abono 2018

Salário R$ 954,00

Valor Abono 2019

Salário R$ 998,00

1 8,33 R$80,00 R$84,00
2 16,66 R$159,00 R$167,00
3 25 R$239,00 R$250,00
4 33,33 R$318,00 R$333,00
5 41,66 R$398,00 R$416,00
6 50 R$477,00 R$499,00
7 58,33 $ 557,00 R$583,00
8 66,66 R$636,00 R$666,00
9 75 R$716,00 R$749,00
10 83,33 R$795,00 R$832,00
11 91,66 R$875,00 R$915,00
12 100 R$954,00 R$998,00

Novas regras PIS 2020 no Governo Bolsonaro

Com a chegada de um novo Governo, muitas mudanças podem acontecer junto com outros benefícios. Junto com a Previdência Social, o Governo busca melhorar a distribuição dos benefícios que os trabalhadores recebem e é exatamente por existir um grande número de liberações, que o presidente busca mudanças.

Já ouvimos várias informações de que o abono salarial poderia ser retirado dos trabalhadores. Acontece que essa declaração não foi verídica, mas é esperado uma grande e restrição sim.

Embora não tenha entrado em vigor, as novas regras no Governo Bolsonaro pretendem afunilar essa distribuição para que abono seja distribuído entre os trabalhadores que recebem em média 1 salário mínimo.

Novas regras no Governo Bolsonaro

De acordo com a Folha de São Paulo, essa medida estará sendo levantada para melhorar a economia do país, trazendo uma redução em cerca de R$ 150, 2 bilhões em 10 anos. Nos restando aguardar para saber quais serão as novas regras do PIS 2020.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 5

Novas Regras PIS 2020: Mudanças no Governo Bolsonaro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *